O Blog do Movimento de Moradores do Alto do Lagoal e Vale da Terrugem

Ponto de encontro e mobilização dos habitantes do Alto do Lagoal e Vale da Terrugem dirige-se, também, a todos os interessados pelas questões da cidadania e melhor qualidade de vida.
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


quarta-feira, 15 de julho de 2009

O COMBUS NO ALTO DO LAGOAL E VALE DA TERRUGEM


"Oeiras COMBUS chega às 10 freguesias do concelho

A Câmara Municipal de Oeiras vai proceder ao lançamento da quarta e última fase de implementação do serviço Oeiras COMBUS ficando, deste modo, servidas todas as freguesias do concelho. A cerimónia de apresentação dos circuitos das freguesias de Oeiras, de Paço de Arcos e de Caxias terá lugar no dia 17 de Julho, às 15H00, frente ao Edifício da Junta de Freguesia de Caxias.
Nestas três freguesias o transporte começará a funcionar no dia 20 de Julho. O início das circulações será gratuito até ao final do mês de Julho, possibilitando a todos os utilizadores experimentar e conhecer os percursos. A partir do dia 1 de Agosto será aplicado o tarifário em vigor nas restantes freguesias.
Relembre-se que, o Oeiras COMBUS consiste num serviço de carreiras urbanas intra-freguesias de cariz social, cuja criação teve por objectivo colmatar lacunas dos oeirenses relativamente à rede de transportes públicos existente, nomeadamente ao nível do acesso a instituições e a serviços tais como mercados, igrejas, farmácias, sedes de juntas de freguesia, entre outros.
Refira-se que, tendo em vista a melhoria das condições de vida da população do Concelho, a Câmara Municipal de Oeiras tem vindo, progressivamente, a adoptar diversas medidas de fomento da mobilidade e acessibilidade locais e de reforço do actual sistema de transportes colectivos urbanos e intra-concelhios.
A Autarquia tem presente a necessidade de alargamento do sistema de transportes colectivos de passageiros a todos os estratos da população, numa perspectiva de inclusão de todos quantos têm maiores dificuldades de deslocação."
Informação obtida no sítio da CMO

3 comentários:

Clotilde Moreira disse...

Aqui em Algés passa de hora a hora e a maior parte das vezes leva 5 ou 6 pessoas. Ou menos... A ideia não será má, mas para servir mesmo era bom que tivesse verdadeiros ajustamentos às necessidades.
Clotilde

José António disse...

.

Caro Fernando Lopes,

Há muito que aguardo por um serviço desta natureza na minha freguesia (Oeiras e São Julião da Barra), onde os serviços públicos são, para dizer o mínimo, péssimos.

Só um exemplo:
No sábado último, para me deslocar da minha casa ao centro histórico da vila de Oeiras - moro na Qta. do Marquês a cerca de 2 km em linha recta - para ir e voltar usei 4 camionetas da Stagecoast, gastei em transportes cerca de 2 horas (sobretudo tempos de espera pois em trânsito são ± 5 minutos cada percurso de cada uma, ou seja 20 minutos no total) e paguei em bilhetes um total de 5.60 € (quase 6 euros...)
Não vou perder tempo com estatísticas a calcular o tempo, o custo e a velocidade, mas seria um exercício curioso que muito nos diria sobre os transportes públicos. Os números estão acima, se alguém tiver coragem para as contas... :)

Confesso que o 'erro' foi meu, pois num táxi teria demorado uns 15 minutos (x2 = 30 para ir e voltar) e ter-me-ia custado uns 3.50 € (7 € no total, ida e volta), e com todo o conforto, à porta de casa e sem estar à torreira do sol nas paragens...
Quem ganha com isto são os taxistas, e fazem muito bem. A conclusão a que chego frequentemente é que em percursos assim pequenos é mais prático e pouco mais caro usar o táxi.

Passando para o COMBUS, sobre o qual tenho questionado o meu Presidente de Junta sempre que o encontro, o feedback que me tem chegado de quem vive em freguesias onde já está implementado não é nada abonatório da missão que proclama ter.
Tenho muitas dúvidas e vou esperar para ver o serviço que se propõe fazer na minha freguesia e se de facto tem alguma utilidade ou é apenas mais um despesismo inútil da CMO para 'tapar os olhos' aos munícipes.

Cumprimentos,
José António Baptista

.

AMALVT disse...

Nós também estamos apreensivos. De qualquer modo vamos ver.
O circuito é longo, vai de Caxias-Laveiras, sobe ao A. Lagoal, vai pelo A. Loba, Paço de Arcos, Centro de Saúde, Praça, Escola Náutica.
Quer dizer, a mesma carreira serve duas freguesias.
Contudo, penso que o problema da fraca adesão, está em não aceitar o passe social, não ter ritmos maiores (será de hora a hora, não passar aos fins de semana - Sábado de tarde e Domingo), e não estar conectado com os combóios.
Percebe-se que a Vimeca não estará interessada em que isso aconteça.
Mesmo assim vamos ver.

FL