O Blog do Movimento de Moradores do Alto do Lagoal e Vale da Terrugem

Ponto de encontro e mobilização dos habitantes do Alto do Lagoal e Vale da Terrugem dirige-se, também, a todos os interessados pelas questões da cidadania e melhor qualidade de vida.
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


sexta-feira, 24 de abril de 2009

ARQUITECTURA DE VERANEIO EM OEIRAS E CAXIAS




Clique nas imagems para abrir





Fotos de uma casa de veraneio, com painéis Arte Nova, em ruínas, ali mesmo ao lado da Praceta, na Av. Taborda de Magalhães, no Centro de Caxias

Decorreram, hoje, na Universidade Lusíada, as provas de Doutoramento de Alexandra Antunes que, com aplauso da assistência, recebeu do jurí aprovação com distinção. A Tese defendida pela nova Doutora versava a "Arquitectura de Veraneio", no Concelho de Oeiras, de finais do século XIX ao princípio do século XX .




Recentemente a CMO publicou uma sua obra sobre um rico exemplar da arquitectura de veraneio - a casa Miramar, hoje designada de Palácio Anjos.

Para saber mais, ver AQUI



Aos munícipes de Oeiras e, em particular, aos moradores de Caxias (a quem dedicamos as fotos em cima e em baixo), desejosos de verem preservado o rico património que ainda permanece de pé, recordamos a importância para o nosso Concelho dos trabalhos de inventariação desenvolvidos por esta investigadora.



À direita, na mesma Av. Taborda de Magalhães, podemos observar um belo exemplar desta arquitectura, felizmente preservado.

Clique na imagem para abrir

2 comentários:

José António disse...

.

HIP, HIP, HURRA !!

Muitos parabéns à nova Doutora.

É grande motivo de orgulho para o concelho de Oeiras esta tese de doutoramento, pelo seu teor.

Esperemos ter rapidamente acesso a ela, e que a mesma contribua decisivamente para a preservação deste importante património, as casas de veraneio.

.

Clotilde Moreira disse...

Alexandra!

Um grande abraço para si e ao valedaterrugem pela sua divulgação.
Clotilde