O Blog do Movimento de Moradores do Alto do Lagoal e Vale da Terrugem

Ponto de encontro e mobilização dos habitantes do Alto do Lagoal e Vale da Terrugem dirige-se, também, a todos os interessados pelas questões da cidadania e melhor qualidade de vida.
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


sábado, 6 de abril de 2013

HORTAS COMUNITÁRIAS NO CONCELHO DE CASCAIS

 
 

 
 
 

 


 
 
Hoje, na companhia de uma equipa da Câmara Municipal de Cascais,  dois membros da nossa Associação de Moradores integraram um grupo de moradores de Cascais e, em particular, do Bairro da Bela Vista (para onde está prevista uma nova Horta), ali mesmo junto às vinhas da Câmara Municipal de Oeiras (Estação Agronómica).  Tínhamos como  objectivo conhecer as Hortas Comunitárias do Bairro de S. João da Rebelva (cinco fotos iniciais) e do Alto da Parede (restantes fotos).  Considerámos excelente a integração das hortas, divididas em pequenos talhões de cerca 30m2, com os espaços lúdico e pedonal. As cercas e as casotas de madeira integravam-se bem na paisagem circundante, suficientemente distantes dos prédios envolventes.

Desconhecemos a existência de experiencias semelhantes no Concelho de Oeiras (erro nosso talvez) mas pareceu-nos que a CMC está bem dotada de informação e acompanhamento técnico (http://www.hortasdecascais.org/conteudo.php?m=2). Porque não ganharmos sinergias e aprendermos com os nossos vizinhos? Aqui, no Vale da Terrugem, vai para oito anos, pugnamos por algo de semelhante que vá para além das hortas que, nos melhores terrenos, alguns moradores desenvolvem de forma autónoma sem, julgamos nós, seguirem as regras das culturas biológicas.

Reparámos na participação interclassista e intergeracional dos "praticantes" desta actividade que, num Sábado de manhã, calçavam botas, pegavam em enxadas, apanhavam ervas do Inverno, ou colhiam plantas aromáticas. Vimos couves, favas, alfaces e outras espécies características desta época.

Não deixámos de observar que há trabalho a desenvolver, em nossa opinião,  para recuperar a água no local ou a que poderá ser recolhida dos velhos sistemas hidráulicos que durante séculos equiparam de água estes concelhos ribeirinhos, ressalvadas as questões de salubridade, bem entendido.  

Não esqueçamos, os tempos que vivemos estão aí para nos dizer que, com bastante arrogância, julgámos mal a importância das estruturas e terras fabricadas que os nossos avoengos nos legaram desde há séculos. Contudo, vale mais tarde que nunca!


4 comentários:

Clotilde Moreira disse...

Parabéns por estas informações. Também se fala de hortas para Oeiras mas não tenho conhecimento de um trabalho como este aqui documentado.

ALTO DO LAGOAL E VALE DA TERRUGEM disse...

É verdade cara amiga Clotilde.

Ando mesmo com vontade de ir à CMO para saber em que pé está o estudo sobre as hortas de que ouvi falar há anos.

Fernando Lopes

Pedro Namora disse...

Em Caxias, mais precisamente na Pedreira Italiana, há um notável conjunto de hortas a que os moradores emprestam o seu entusiasmo e incontido labor. Parabéns pelo blogue.

ALTO DO LAGOAL E VALE DA TERRUGEM disse...

Obrigado caro amigo.

Já me tinham falado das hortas junta à ribeira. Não sei se a CMO presta o seu apoio. Julgo que se trata de hortas "espontâneas", sem obedecerem a critérios ambientais como será o caso desta de Cascais.Aqui no Vale da Terrugem também as há desse tipo.